logo_locamob
ir para o Locamob

Comprar muito e gastar pouco: Outlets em São Paulo

por Giovanna2. outubro 2013 08:00

 

Outubro chegou e com ele chegou também a primavera. Logo logo o Sol volta a brilhar junto com aquele calorzão insuportável. Ainda não está preparado para a nova estação? Então, pra começar o mês falando de coisa boa, o Locablog separou alguns outlets para você renovar o guarda roupa - ou comprar só algumas roupinhas - gastando bem menos.

Outlet Premium

Quase chegando no Hopi Hari (Sim, o parque de diversões), o Outlet Premium é o maior outlet multimarcas de São Paulo e o primeiro outlet de luxo da América Latina. São mais de 100 lojas, distribuídas em 20 mil m², de 80 marcas, como Calvin Klein, Diesel, Lacoste, Victor Hugo, Trousseau e Empório Armani. O local conta com estacionamento e restaurante.

 

 

Armazém das Marcas

Não tem como chegar até o Outlet Premium? Não se preocupe. O Armazém das Marcas, na Mooca, reúne uma grande variedade de marcas, como Ecko Unltd., Ecko Red, Sean John, Hollister, Abercrombie e outras. Lá é possível encontrar desde camisetas, vestidos até carteiras e bonés. O local conta com estacionamento gratuito.

 

 

Adidas Outlet

Uma das maiores marcas de artigos esportivos também marca presença com seus outlets. A loja principal - e mais conhecida - localiza-se no Brás, porém é possível encontrar lojas em Pinheiros, Vila Mariana e no Shopping D. Além dos produtos esportivos, os outlets oferecem grande variedade de roupas e acessórios casuais. Sua chance de renovar o guarda roupa e ainda começar a praticar atividades esportivas, ein?

 

 

TNG Outlet

Você passa em frente a TNG nos shoppings, baba pelas roupas, mas acha tudo pouco ace$$ível? Você não esta sozinho, por isso, viemos te salvar. A TNG conta com quatro outlets espalhados pelos bairros de Santana,  Pompéia, Moema e Centro, entre outros, além de uma loja no Outlet Premium. Em troca de estação os descontos chegam até 70%, sendo uma ótima oportunidade para fazer umas comprinhas. 

 

 

Acessórios

Nem só roupas sobrevive um guarda roupa. Não é? Então, pra fechar nossa lista nós separamos alguns outlets de acessórios para te deixar em dúvida entre qual colar, sapato ou par de brincos levar.

A Accessorize abriu sua primeira outlet em 2012, na Zona Sul de SP, onde é possível encontrar todos os itens da loja, como brincos, colares, pulseiras, lenços e muito mais, com descontos de até 70%. A dica é procurar entre os diversos artigos da loja, muitos dos itens garimpados possuem um ótimo custo-benefício.

 

Nada melhor do que fechar nossa lista com um dos itens que mais enlouquecem as mulheres: os sapatos. A loja Santa Lolla oferece em seu outlet modelos das coleções passadas com um ótimo desconto. Além disso, alguns modelos e cores são produzidos especialmente para o outlet, porém mantendo o preço mais acessível. Vale a pena conferir.

 

 

Agora você já pode começar a pensar em seu novo guarda-roupas. Só cuidado para não estourar o limite, ok?

Roteiro Turístico de São Paulo: O centro.

por Giovanna27. setembro 2013 08:00

E aí, galera.

Nós temos uma novidade para vocês! A partir de hoje, o Locablog vai trazer para vocês roteiros de passeios de uma determinada área de uma cidade. Não entendeu? A gente explica. Chegou numa cidade nova ou está sem fazer nada na sua cidade amada? Nosso roteiro te ajuda a visitar vários locais legais na mesma região ou bairro, sempre com preços bacanas - $e é que você me entende - e de fácil acesso.

Pra começar, que tal uma visita à região central (Sé, República, São Bento e Luz) de São Paulo? Confira nosso roteiro, anote seus pontos preferidos e bora conhecer a cidade.

 

Catedral da Sé

Saindo do metrô Sé é possível avistar um dos principais e mais bonitos pontos de SP: A Catedral da Sé. A construção de arquitetura neogótica iniciou-se em 1913, mas a inauguração do templo foi realizada apenas em 1954, na comemoração do 4º Centenário da Cidade de São Paulo. Atualmente, após três anos de reforma, é possível assistir missas, realizar confissões e fazer um tour informativo, que inclui uma ida à cripta. Para saber os horários é só visitar o site da Catedral.

 

 

O primeiro de São Paulo

O Pateo do Collegio foi a primeira construção da cidade de SP e, consequentemente, o local no qual foi realizada a primeira missa. Depois de 450 anos, o Pateo do Collegeo abriga, hoje, o Museu do Achieta, que oferece visitas monitoradas para grupos com mais de 10 pessoas, a Biblioteca Temática, a cripta de José de Anchieta e a Igreja original da primeira missa da cidade. O site do Pateo traz demais informações.

 

 

Uma vista bonita 

Para aproveitar uma das melhores vistas de SP, não deixe de ir ao Edifício Altino Arantes, mais conhecido como Banespa, construído em 1939, com 161,22 metros de altura e 35 andares. Durante algumas décadas foi considerado o maior prédio de SP. Depois de privatizado, o edifício virou museu, com mais de 2 mil obras, e espaço de visitação pública. Do alto do mirante é possível ter uma visão 360º da cidade. O horário de visitação é das 10 às 15 horas, de segunda à sexta, com entrada gratuita.

 

 

CCBB

O Centro Cultural Banco do Brasil ocupa um dos prédios históricos mais bonitos de São Paulo. Construído em 1991, o prédio foi reformado para abrigar o CCBB SP, que possui, hoje, salas de exposições, cinema, teatro, auditório, loja e cafeteria. A programação cultural, exceto as exposições, muda mensalmente. A entrada no prédio é gratuita, sendo uma boa dica pra quem gosta da arquitetura do Centro. Para conferir a programação e horários de funcionamento visite o site do CCBB.

 

 

Theatro Municipal

Inspirado na Ópera de Paris, palco da Semana de Arte Moderna de 22 e um dos edifícios históricos mais importantes de São Paulo, o Theatro Municipal merece uma atenção especial. Pertinho do metrô República, o Theatro Municipal já abrigou os principais espetáculos e a elite paulistana. Hoje, ainda conta com uma rica programação cultural, além de oferecer uma visita guiada aos seus visitantes. Ambas informações podem ser acessadas no site do Theatro.

 

 

Dia de Rock, bebê.

Prepare-se para as compras. Pertinho do Theatro Municipal, na R. 24 de Maio, a Galeria do Rock é o local ideal pra achar CDs, DVDs, roupas, acessórios e muito mais que só são encontrados por ali. Nos três andares de lojas, misturam-se os roqueiros, skatistas, regueiros e os moderninhos. Separe um tempo para garimpar por ali, pois artigos raros de bandas famosas podem ser achados por um preço bem acessível.

 

 

Mosteiro São Bento 

O Mosteiro de São Bento, que era há muito tempo atrás a taba do cacique Tibiriçá, é uma das construções mais importantes da cidade. Doada aos monges, o mosteiro encanta pela arquitetura e belas obras de arte no seu interior. No último domingo de cada mês o local abre suas portas para o público para um brunch, com sofisticadas iguarias dos monges e da gastronomia de grandes chefs de cozinha de São Paulo. É necessário garantir seu ingresso pelo site do mosteiro.

 

 

Pausa para comer…

Bateu a fome. E agora? Hum, que tal um bolinho de bacalhau, ou quem sabe um pastel ~ bem servido ~ de camarão ou, então, o tradicional pão com mortadela? O Mercado Municipal de São Paulo, mais conhecido como Mercadão, é uma das melhores opções de parada no centro na hora da fome. Além de experimentar os deliciosos lanches, é possível comprar desde doces em geral até temperos especiais. A belíssima arquitetura do local rende boas fotos.

 

 

Estação da Luz/Museu da Língua Portuguesa

Construída entre 1895 e 1901, a Estação da Luz foi idealizada para substituir a antiga estação de 1867. Com belíssima arquitetura vitoriana, que imita o Big Bang e a abadia de Westminter, a Estação Luz é um dos pontos mais movimentados da cidade. O edifício abriga, ainda, o Museu da Língua Portuguesa, que ensina e compartilha, por meio da interatividade, o conhecimento sobre a língua portuguesa.

 

 

Pra fechar o dia

Depois de um dia vendo tantas coisas é hora de relaxar, conversar sobre tudo que viu e apreciar o Centro à noite. O Bar Salve Jorge é um dos mais populares da região. Mas, não é por menos. Com ambiente incrível e muito agradável, o bar chama a atenção pelo atendimento atencioso e pelo preço das cevejas sempre geladas e das porções, deliciosas e bem servidas. Vale a pena chegar cedo para não esperar muito na fila.

 

Agora que já te passamos as dicas, tudo o que você precisará é de um dia e muita disposição. Vamos lá?

Como comemorar a Primavera

por Sabrina25. setembro 2013 08:00

E aí gente!

Aaah, a Primavera chegou, essa linda! As flores estão nascendo, a temperatura está começando a subir, as lojas trocando suas coleções, todo mundo ficando mais feliz... e você aí, trancado em casa porque não tem na-da para fazer. Assim não dá, né! Que tal aproveitar essa estação para fazer alguns passeios e atividades legais? Confira alguns:

 

Festival Das Cores

O Holi, festival tradicional da Índia que celebra a chegada da Primavera, também acontecerá aqui em São Paulo, lá no Parque Villa-Lobos. O evento contará com toneladas de pó colorido que será distribuído entre aqueles que compraram o "Porta Cores". O evento acontece nesse sábado, dia 28/09, das 10h às 18h e é gratuito. Leve a criançada, a máquina, o cachorro, o gato e a vovozinha e divirta-se! Saiba mais no site oficial do evento.

Holi - festival das coresOlha que lindeza, gente! 

Primavera dos Museus

Começou nessa segunda a 7ª Primavera dos Museus Brasileiros, que vai até domingo (28/09) e terá como tema "Museus, Memória e Cultura Afro-brasileira". Durante essa semana, os museus participantes promoverão diversas atividades como visitas guiadas, palestras, oficinas, entre outras. O Catavento Cultural, por exemplo, irá realizar a palestra "O Brasil Pré-História", que mostrará a expedição de  cientistas em busca de fósseis da Preguiça Gigante no Brasil. Confira a programação completa, que envolve várias cidades brasileiras, aqui

sétima primavera dos museus

 

Feira de Flores da Ceagesp

Nada melhor do que a Primavera para visitar a feira de flores lá da Ceagesp. São mais de 1000 produtores que expõem as mais diversas flores e plantas, além de produtos de jardinagem. A feira funciona do esquema de semi-varejo, ou seja, as rosas são vendidas em maços de 60, as violetas em caixas de 15 e assim por diante (mas claro que você pode comprar em menor quantidade). 

feira de flores ceagesp

 

Horto Florestal

Que tal um passeio pelo Horto? Ele fica localizado bem ao lado do Parque Estadual da Cantareira e oferece várias atividades de lazer, como playground para a criançada, equipamentos de ginástica, pistas e cooper e até mesmo espaço para fazer piqueniques (sério gente, tem coisa melhor do que isso?). Além disso, você ainda pode aproveitar a fauna e a flora diversificada do parque, com espécies nativas e exóticas.

horto florestal

 

Pratos com Flores

Hein?  Isso mesmo: vários restaurante oferecem pratos com flores comestíveis! O La Tombouille, por exemplo, serve várias opções de pratos e saladas preparados a partir de flores diversas. Já o Felix Bistrot oferece um risoto de alcachofra com capuchinha, que é uma flor levemente apimentada.

flores comestíveis

 

Trilha Sensorial

O Parque Ecológico Guarapiranga realiza uma atividade no mínimo curiosa: durante uma trilha de cerca de 60m, os participantes precisam caminhar de olhos vendados. Assim, depois disso, eles são convidados a falar sobre a experiência que tiveram. Legal, né? Os passeios precisam ser agendados e ocorrem de terça a domingo, das 8h30 às 16h.

parque ecológico guarapiranga

 

Bônus: Caminhada da Primavera

Quem estiver na Bahia pode curtir o Passeio Ciclístico e Caminha da Primavera que será realizados pelos SESCs, no sábado (28/09). As inscrições podem ser feitas por aqui. No dia, você deverá levar 2kg de alimentos não perecíveis, que serão trocados por um kit-passeio - camiseta e squeeze - a partir das 8h. Para mais informações: socialconquista@sescbahia.com.br

 

Viu quanta coisa para fazer? Então nada de ficar trancado em casa, beleza? ;D

Programação da Virada Esportiva 2013

por Sabrina18. setembro 2013 08:00

E aí, pessoal?

Quem aí gosta de esportes? (levantamento de garfo fica fora dessa classificação, ok?). Quem gosta, sabe que a edição da Virada Esportiva desse ano vai acontecer nos dias 21 e 22 de setembro (mais conhecidos como próximo final de semana). Para aqueles que nunca ouviram falar desse evento, aí vai uma explicaçãozinha: a Virada Esportiva é um evento realizado ela Prefeitura de São Paulo, no qual vários centros esportivos (como parques e quadras) da cidade ficam abertos durante 24h e oferecem uma infinidade de atividades, que vão desde ginástica até esportes radicais. Nós separamos algumas das melhores atividades que ocorrerão nessa edição do evento, querem ver? :D

 

Centro

Memorial da América Latina

O memorial da América Latina também está na programação da Virada Esportiva desse ano

- O Largo do Arouche abrigará o Game da Diversidade, especial para o público LGBT. Além de esportes como futebol de salão, vôlei, surf mecânico e torneio de dança, o público também poderá assistir à competições de drag queens, que envolve esportes como arremesso de bolsa, campeonato de bate-cabelo, entre outras coisas divertidas. 

- Nossos queridos velhinhos também terão uma programação especial: o Creci, localizado perto do Viaduto do Chá, oferecerá danças de diversos ritmos, além de massagens relaxantes e ginástica. Horário: sábado, das 9h às 17h.

- O centro também abrigará uma novidade na Virada Esportiva, que é a Skate Run, na qual milhares de skatistas de todo o mundo participarão de uma corrida com início no Minhocão e término no Memorial da América Latina (e, por falar nele, lá vocês poderão entrar em um balão de ar quente, além de praticar arco e flecha e assistir a uma apresentação de Motocross Freestyle). Horário: chegada da skate run - domingo, às 11h30; balonismo - domingo, das 8h às 11h30; arco e flecha - sábado, 10h, até domingo, 17h; Motocross Freestyle - domingo, das 8h às 16h.

Por aqui também haverá outras atrações, como atividades para cadeirantes, ginástica, oficinas de artes marciais, dança e até mesmo campeonato de video game.

 

Leste

Parque JacuíO Parque Jacuí terá uma programação especial para a criançada

- O Parque do Carmo terá atrações mais radicais, que contarão com simulador de asa delta, bungee jump, paraquedismo entre outros. O Parque também abrigará o Circo no Parque, com aulas e apresentação de espetáculos circenses. Horário: sábado e domingo, das 9h às 17h.

- O Parque Jacuí abrigará a Viradinha Esportiva, com programação especial para a criançada. O Futebol Mania, no entanto, será voltado aos mais velhos, com pebolim humano, futebol de botão, de salão e de sabão (que é uma delícia :D). Horário: Viradinha - sábado e domingo, das 10h às 17h; Futebol Mania - sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 10h às 17h.

- O Centro Esportivo Vila Manchester terá como principal atração o Lazer Sobre Rodas, com atividades como ciclismo com obstáculos, para todas as idades, além de um passeio ciclístico com início e chegada na Avenida Calin Eid. Horário: Lazer Sobre Rodas - domingo, das 9h às 17h; passeio - domingo, das 8h às 12h.

Ainda haverá atividades como rugby, oficinas de tênis e capoeira, dança, taco, baralho, entre outras.

 

Norte

Parque da Juventude

Polo com bikes no lugar de cavalos, no Parque da Juventude

- O CEU de Jaçanã terá aulas de capoeira, torneios de tênis de mesa, de xadrez e de futsal, além de várias atividades na piscina. Horário: sábado e domingo, das 8h às 18h30.

- O Centro Esportivo Jardim São Paulo abrigará, além de muitas outras atividades, o Campeonato Paulita de Pipas, no qual os participantes usam pipas especiais com iluminação em LED's. Haverá também a distribuição de mais de 2 mil pipas para quem estiver por lá. Horário: sábado, a partir das 19h.

- A principal atividade do Parque da Juventude será o Festival Ciclo BR da Virada, que contará com diversas atividades realizadas com bikes (como o bike polo) e durará mais de 24 horas. Horário: das 10h do sábado até as 17h do domingo.

Outras atividades interessantes serão as aulas de capoeira e judô, os torneios de futsal e de bocha, atividades em piscinas, dominó, skate, entre outros.

 

Oeste

Parque Villa Lobos

Mais atividades para a criançada no Parque Villa Lobos

- O Parque Villa Lobos também contará com as atividades da Viradinha Esportiva, com oficinas, gincanas e outras atividades. Lá também acontecerá o Desafio Streetball 3x3, realizado pelos Jogos da Cidade, outro programa da prefeitura. Horário: Viradinha - sábado, a partir das 10h; Desafio Streetball - sábado, das 14h às 19h, e domingo, das 9h às 17h.

- As atividades do Centro Esportivo Pelézão o transformarão em uma verdadeira praia, com o evento Deu Praia na Virada, que contará com atividades como vôlei e futevôlei, handebeach e futebol de areia. Horário: sábado, das 9h às 17h.

- A Avenida Sumaré receberá locais para a prática de pole dance, com dicas e instruções de professoras. Horário: domingo, das 10h às 17h.

Outras atividades como roda de capoeira, hidroginástica, salto em distância, patinação, tirolesa, entre outras, também farão parte da programação.

 

Sul

Parque do ibirapueraA patinação noturna acontece lá no Parque do Ibirapuera, no sábado

- O Clube Esportivo Vila Guarani terá em sua programação o skate, o parkour, o slack line (sabem? Aquele em que você precisa se equilibrar em uma pita elástica e fazer manobras diversas) e até mesmo o surf. Horário: sábado e domingo, das 10h às 17h.

- O Parque do Ibirapuera terá o Passeio Noturno sobre Patins, além de também promover atividades como basquete, oficinas de tênis, entre outras. Horário: Passeio Noturno - sábado, das 20h às 00h; outras atividades - sábado e domingo, das 10h às 16h.

- Alguns clubes da Cidade Ademar irão realizar oficinas de skate, jogos de futebol e futsal e vôlei, além de atividades clássicas como bolinha de gude, taco, dominó e corda. Outras atrações são o MMA e o judô. Horário: sábado e domingo, das 10h às 17h.

Também estão inclusas na programação as atividades: circuito de habilidades, aulas de yoga, aulas de dança, ginástica artística, queimada, jogos de mesa, kung fu, fisiculturismo, entre outras.

Vocês podem conferir a programação completa no site oficial do evento

Divirtam-se bastante ;D

10 restaurantes vegetarianos para não passar fome

por Sabrina6. setembro 2013 08:00

E aí galera!

Nós sabemos que vocês, leitores fieis, adoram uma boquinha. É gente, não adianta negar, está no sangue de vocês. Por isso, como nós somos lindos e bonzinhos, resolvemos fazer uma lista que vai agradar seus estômagos: os 10 melhores restaurantes vegetarianos para você não passar fome de jeito nenhum! (É isso mesmo: aquilo de que vegetarianos só comem "comida de coelho" é mito!).

Bom, vamos ao que interessa:

Vegacy

 Ele fica lá na Rua Augusta e é o paraíso para quem é vegano. Você pode experimentar a grande variedade de saladas e pratos muito gostosos, como a berinjela com tofu ou o macarrão a bolonhesa (com proteína de soja, claro) e pagar por quilo, no almoço. Além disso, você pode escolher também salgados, pizzas e até mesmo hambúrgueres - sem esquecer das sobremesas! O ambiente é bem gostoso e moderno, perfeito para ir com os amigos (e você ainda pode comprar produtos veganos na lojinha que fica no térreo).

 

Gopala Madhava

Fica lá na Consolação. Ele serve duas opções de prato por dia, com direito a salada, prato principal, suco e sobremesa, tudo incluso no preço! O principal tipo de cozinha oferecida no local é a indiana, utilizando ingredientes como o ghee (um tipo de manteiga), mas também mistura vários outros pratos como massas, lasanhas e até mesmo feijoada - claro que tudo é feito com ingredientes naturais e sem carne, o que agrada a vegetarianos e veganos. O ambiente possui dois andares e é todo decorado com temas indianos, inclusive com mesinhas baixas para que você possa sentar no chão. 

 

Cheiro Verde

Durante a semana, esse restaurante lá no Jardim Paulista serve pratos executivos com direito a entrada, prato principal e sobremesa. Todos os pratos são muito gostosos, além das saladas diferentes, dos quiches e das tortas, bem como as sobremesas e os sucos (experimente o de abacaxi com ervas) e são muito bem servidos - ou seja: impossível sair de lá sem estar completamente satisfeito. O atendimento é excelente e eles ainda oferecem delivery para os locais na região da Av. Paulista.

 

Goa Vegetariano

No Goa você pode pagar um preço fixo e experimentar uma entrada, um prato principal quente, um suco e uma sobremesa -  e, se você ainda não estiver satisfeito, pode pedir outra porção dos pratos sem pagar mais por isso, olhem só que maravilha! Cada dia da semana tem várias opções de pratos feitos com ingredientes naturais, como, por exemplo, o escondidinho de cogumelo. Além de ser vegetariano (com algumas opções veganas), o restaurante foi planejado para produzir o menor impacto ambiental possível, possuindo até mesmo um bicicletário e - olha só - uma rede para descansar depois do almoço. Ele fica lá em Pinheiros.

 

 

Recanto Vegetariano

O principal diferencial desse restaurante (que fica lá no Itaim Bibi, perto da Berrini) é que todos os produtos e ingredientes utilizados são produzidos na própria fazenda do dono do local, ou seja, todos são orgânicos e completamente livres de agrotóxicos. Você paga um precinho fixo e come até seu estômago não caber mais em você, contando com várias opções de pratos (a maioria deles veganos), sobremesas, saladas, entre outros. O local é super confortável e possui o melhor custo-benefício (R$26 por pessoa).

 

Banana Verde

Aqui você pode pagar um preço fixo e escolher entre os dois pratos principais do dia, além de se servir à vontade no buffet de saladas ou sopas e ainda escolher uma sobremesa (a do dia ou salada de frutas). Os pratos mudam conforme o dia da semana e são todos feitos com ingredientes naturais e bem fresquinhos e, durante a noite, são servidos a la carte, contando com várias opções de pizzas, risotos e até massas. O ambiente é bem confortável, apesar de pequeno, e bem gostoso, com um jardinzinho e até mesmo uma lojinha que vende produtos naturais e outras coisinhas. Ele fica lá em Pinheiros.

 

Goshala

Também em Pinheiros, o restaurante serve pratos lactovegetarianos. As receitas são bem variadas, fugindo dos pratos mais comuns como proteína de soja, e são muito bem servidas, feitas com ingredientes 100% naturais. A cozinha principal é a indiana, mas eles servem alguns outros pratos mais diversificados. O ambiente é bem charmoso, todo decorado e muito aconchegante, e os preços são muito em conta (vale a pena pedir o prato do dia, que é mais baratinho).

 

Cachoeira Tropical

O restaurante de Moema serve comida 100% natural e fresquinha, além de várias opções de alimentos integrais para acompanhar. Ele funciona no estilo pague e coma à vontade e, por isso, tem muitas opções de saladas, pratos quentes, sucos e sobremesas, tudo incluso no preço. As receitas são bem simples, assim como o ambiente, mas ainda assim são muito saborosas - e vale a pena pelo custo-benefício.

 

Alcaparra

O Alcaparra está há mais de 20 anos servindo comida 100% vegetariana, no estilo buffet, com uma variedade bem grande de saladas e pratos, que mudam durante os dias da semana. As sobremesas estão inclusas no preço e também são bem variadas e, claro, muito gostosas! Perto do caixa você encontra uma lojinha com produtos naturais que dificilmente você encontraria por aí.

 

Galleria Pizzeria

Localizada perto do Metrô Vila Madalena, essa é a única pizzaria completamente vegetariana de São Paulo. Todas as pizzas são feitas artesanalmente com ingredientes naturais e orgânicos e servidas no estilo rodízio (R$19 por pessoa) - ou seja: dá para experimentar todos os melhores sabores! Além disso, você ainda pode curtir um filminho, músicas e exposições de fotografias que geralmente passam por lá. 

 

E, para quem não mora em São Paulo, aí vão alguns bônus:

-  O San Ro, em Savassi (BH), além de ser completamente vegetariano, também serve comida tipicamente taiwanesa no estilo self service. O buffet é bem farto, com muitas opções de pratos quentes, saladas, pratos crus e cozidos que agradam até os carnívoros de carteirinha! A música ambiente contribui para deixar o local ainda mais aconchegante.

- O Vegetariano Social Clube, no Leblon (RJ), serve comida vegana e orgânica. A variedade de pratos é bem grande, contando com várias saladas, risotos, pizzas e até mesmo feijoada (que é servida aos domingos). O restaurante oferece o sistema de buffet no almoço e a la carte no jantar.

- O Prato Verde, em Farroupilha (Porto Alegre), é uma boa opção para ovolactovegetarianos. No buffet são servidos 14 tipos de saladas, além de vários pratos como quiches, hambúrgueres, pizzas, legumes gratinados e quatro variedades de sobremesas que variam durante os dias da semana. às quintas, é servida comida exclusivamente vegana.

 

E aí, gostaram? :D

O melhor do Restaurant Week

por Giovanna4. setembro 2013 08:00

 

Olá pessoal.

O Restaurant Week já começou. Mas, calma. Você não sabe do que estou falando? Então, vamos lá. O Restaurant Week reúne 130 restaurantes que preparam um cardápio especial para o evento com duas opções por R$ 34,90, no almoço, e R$ 47,90 no jantar, incluindo entrada, prato principal e sobremesa. Ou seja, acabaram suas preocupações com os preços no cardápio!

Mas, com tanto restaurante pra ir, qual escolher? Para te ajudar, nós separamos um Top 10 do Restaurant Week, isto é, os restaurantes com melhor custo benefício divididos por tipos de comida. Então, separe seu favorito e faça sua reserva pra aproveitar o evento.

Restaurantes Brasileiros

Nada melhor pra começar do que restaurantes brasileiros, não é? Na hora do almoço a aposta é numa boa comida nordestina no restaurante Tavares. Para começar, a escolha é entre o mix de folhas verdes ou a sopa do dia. Para o prato principal, arrumadinho de carne seca com quibebe de abóbora, feijão-fradinho e farofa de dendê, além da opção tajine de frango com cuscuz marroquino. Para finalizar, brownie ou torta de pera com sorvete.

 

Na janta, o melhor custo benefício é do Consolado da Bahia. Na entrada pratos tipicamente baianos: pastéis de camarão ou miniacarajé. A moqueca de camarão ou de pescada-amarela é a grande pedida da noite, mas que pode ser substituída por carne de sol de filé-mignon. Para fechar a noite, quindim ou cocada cremosa da baiana.

 

Restaurante Japoneses

Para os amantes da comida japonesa, o A&C Sushi oferece um cardápio de deixar qualquer um satisfeito. Na categoria, o restaurante é um dos poucos que possui pratos para o almoço e por isso merece um destaque como um dos melhores custo benefício.

Anota aí os pratos da hora do almoço: para começar, isca de peixe ou ceviche; depois, especial ika e ebi (lula e camarão ao molho oriental) ou tokai (22 peças, incluindo sashimi, hot roll e outros) e, pra finalizar, frutas flambadas ou tempurá.

 

Já para a janta, o Ogata se destaca na categoria. O restaurante, localizado no Itaim Bibi, oferece para a entrada salada oriental ou porção de salgados japoneses, como guioza, hamuraki (o bom e velho rolinho primavera) e trouxinha de salmão. Pro próximo prato, as opções são o beef com shimeji ou o combinado especial do chef com temaki, sashimi, uramaki, niguiri e muito mais. Pra fechar a noite, tempurá de sorvete ou hamuraki doce.

Restaurante Francês

Os restaurantes franceses são conhecidos por pratos com nomes difíceis, preços altos e pouca comida no prato. Aí vai nossa primeira dica: o custo benefício dos cardápios dos restaurantes na janta não são bons e você encontrará o padrão restaurante francês. Mas, no almoço a situação melhora e nós já temos nossos favoritos.

O Angeline, no Brooklin, oferece na entrada brusqueta ou salada primavera. Já para o prato principal que tal um escalope de mignon (filé mignon com molho poivre vert e risoto de ervas finas e tomate seco) ou, então, um filé de peixe branco com fettuccine? Para completar o almoço, tortinha ou crème brulée, doce típico francês.

 

Já no Felix Bistrot, as opções de entrada são sopa de tomate ou salada primavera com frutas da estação. O destaque do almoço fica para o Ristoro de Boursin (queijo de cabra), que pode ser substituído pela costela de porco assada. Para a sobremesa, torta de abacaxi ou bavaroise de morango com creme de baunilha.

Restaurante Vegetariano

São poucas as opções vegetarianas no Restaurant Week. Para o almoço, o Veggies na Praça oferece, para a entrada, creme de cenoura com laranja ou salada de grãos com morango. Já para o prato principal nossa dica é a lasanha com espinafre, que pode ser trocado por risoto grelhado com molho cremoso de queijo brie. Para terminar, três opções de sobremesa: bolinho de chocolate, cheesecake de goiaba ou salada de frutas com creme Jack Daniel’s.

 

Para a hora do jantar, o Banana Verde, restaurante bem conhecido dos vegans, traz, como entrada, ceviche ou queijo da serra da canastra empanado e acompanhado pelo mix de folhas. Já para o prato principal, o risoto e o conchiglie disputam pela sua escolha. Como sobremesa, Pudim de castanha brasileira ou tiramsu são as opções da casa.

Restaurante Americano

Quem resiste a um hamburguer ou uma comida tipicamente americana? Então, fique atento nas nossas duas últimas dicas. No almoço, o Bos BBQ traz no seu cardápio Wedge ou Cesar salad, para a entrada (opções que podem ser saboreadas na janta também). Para o prato princial um dos pratos mais procurados da casa,o Pulled Pork Tortelli, ou o Meatloaf. Para terminar o almoço, sorbet de pera do BOS ou chess pie.

Na janta, o destaque fica para o tradicional restaurante 210 Diner. As primeiras opções são Chicken wings salad ou Chili com nachos. Já para o prato principal, a dica é o Colorado burger, que pode ser substituído pelo lombo suíno. Para fechar a noite, waffle ou taça de sorvete.

 

Já escolheu? então acesse o site do Restaurant Week e faça sua reserva. Lá vocês também podem ver a lista completa de restaurantes participantes. Bom apetite, sem se preocupar com a conta e não esqueça de voltar para nos contar como foi sua experiência! ;)

 

São paulo vista de cima: as melhores visões da cidade.

por Giovanna2. agosto 2013 08:00

Pense rápido: Qual a primeira coisa que te veem a mente quando você pensa na cidade de São Paulo? Aposto que foi trânsito, transporte público lotado, correria e essas coisas que nós deixam estressados todos os dias, não? Em contrapartida, a cidade oferece diversos lugares para relaxar, como baladas, bares, cinemas e etc, e para apreciar uma boa vista da cidade, como os parques e edifícios.

Como nós não queremos te ver estressado (own!) separamos alguns lugares de São Paulo que merecem, com certeza, sua visita para relaxar e de quebra curtir uma bela paisagem da cidade. Separe a câmera e vamos lá:

 

- Prédio do Banespa: O Edifício Altino Arantes, o nome do prédio do Banespa, foi construído no centro da cidade em 1939, com 161,22 metros de altura e 35 andares. Durante algumas décadas foi considerado o maior prédio de SP. Depois de privatizado, o edifício virou museu, com mais de 2 mil obras, e espaço de visitação pública. Do alto do mirante é possível ter uma visão 360º da cidade. O horário de visitação é das 10 às 15 horas, de segunda à sexta, com entrada gratuita. Porém, depois de subir você só pode ficar lá por apenas 5 minutos e há quem diga que mesmo assim em alguns dias a fila para apreciar a vista é gigante.

Foto: Justlia

 

- Edifício Martinelli: O prédio começou a ser construído em 1924 pelo italiano Giuseppe Martinelli. Para a época, a construção de um edifício com mais 5 andares era algo incrível, imagine, então, 12 andares como o projeto de Martinelli! Mas, o italiano foi além e acabou construindo um edifício com 30 andares e 100 metros de altura. A construção fica  ao lado do Banespa. Hoje, o prédio abriga escritórios comerciais e um mirante, que  é aberto para visitação. Para visitá-lo é necessário agendar uma visita monitorada no site nos seguintes horários: Segunda, Terça e Sexta, das 9h30 às 11h30 e das 14h30 as 16h30, e Sábado até as 13h00.

 

- Terraço Itália: O Edifício Itália foi construído em 1965, com 44 andares e 140 metros de altura. No último andar há o Terraço Itália, restaurante com varanda conhecido por seus altos preços. Porém, para visitar o terraço e apreciar uma das mais belas vistas panorâmicas da cidade não é preciso utilizar o restaurante. De dia, a visitação é gratuita, mas a noite é preciso pagar R$ 20,00 caso você não consuma. Do terraço é possível ver o Copan, arquitetato por Niemeyer, e a catedral da Sé. A dica é ir a noite, quando as luzes da cidade criam um cenário perfeito para algumas fotos e um momento  a dois.

 

- Pedra Grande: Se você gosta de uma paisagem bonita e não se contenta em subir apenas alguns andares para conseguí-la, então, pegue sua mochila com água e alimentos, coloque uma roupa confortável e um tênis e prepare-se para caminhar 4,6 km de subida na trilha da Pedra Grande, em total contato com a Mata Atlântica da Serra da Cantareira. A trilha parte do Horto Florestal, na Zona norte, e, em razão da grande quantidade de avetureiros, é bem sinalizada. Apesar do cansaço, no final você apreciará uma bela vista, com muitas áreas verdes.

 

- Praça do Pôr do Sol: O Sol voltou a reinar em São Paulo, mesmo no inverno, e quem não adora ver um pôr do sol? É uma das paisagens naturais mais bonitas que se pode observar no dia a dia. Por isso, separe alguns minutos do seu fim de tarde e vá até a Praça do Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros. Sente na grama, espere o Sol ir baixando aos poucos até se pôr e curta o momento incrível, com certeza você não irá se arrepender.  

 

Gostaram das dicas? Aproveite o bom tempo de São Paulo e coloque na sua lista de lugares para visitar.

 

Não se esqueçam do nosso concurso cultural! Você pode ganhar um Nokia Lumia 520 e fazer seu papai mais feliz!

É só opinar lá no www.locamob.com.br que vocês já estão concorrendo. A promoção vai até o dia 22/08, às 23h59 e os resultados serão divulgados no dia 26/08 às 20h. 

Fiquem de olho na nossa fanpage do Facebook para acompanhar o ranking das opiniões! 

Saiba mais em www.locamob.com.br/concurso

Os pães-duros piram

por Sabrina17. julho 2013 09:00

 

E aí, pessoal?

Ainda estamos na metade do mês, mas a grana está curta... ô, tristeza. Mas para vocês, pessoas duras, lisas e sem dinheiro nenhum, nós do Locamob viemos salvá-los! Confira alguns lugares para onde ir e gastar menos de R$ 50!

 

Diversão

 - Pinacoteca do Estado: para quem gosta de arte, esse é o passeio certo. Lá você encontra um acervo fixo com centenas de pinturas de artistas tanto nacionais quanto internacionais, além de vários esboços e estudos desses mesmos artistas. Você ainda pode conferir, todo mês, exposições diferentes no espaço. Os ingressos vão de R$3 a R$6 - de sábado e de quinta, das 18h às 22h, a entrada é franca.

 - CineSESC: com programação bem diversificada, que vai desde os filmes mais divulgados até os mais alternativos (além de abrigar mostras como o 8º Festival de Cinema Latino-Americano), o CineSESC é perfeito para quem quer ver bons filmes em uma sala com alta qualidade e pagar pouquinho. Os ingressos vão de R$8 a R$12.

 - Museu do Futebol: esse museu abriga várias exposições interessantes que mostram a história e a importância do futebol, tanto no Brasil quanto em outros países. Além disso, lá são realizadas palestras e - para a alegria da criançada - em Julho, há uma incrível programação de férias. Os ingressos custam R$6 e a entrada é franca aos domingos (durante a semana, crianças de até 7 anos não pagam).

 

 - Matilha Cultural: é um espaço cultural independente, formado por profissionais de várias áreas diferentes, que ministram debates sobre política e questões socio-ambientais. Lá sempre há exposições interessantes (tanto de arte quando de cinema), bem como palestras e cursos. Além disso, eles sempre promovem feiras de adoção de cães e gatos aos domingos. Os preços variam conforme a programação, mas são sempre bem baixinhos.

 - Casa Fora do Eixo: imagine uma casa onde moram 18 pessoas (fora alguns hóspedes), onde você pode curtir um showzinho de alguma banda mais alternativa - com direito a comidinhas e cerveja - de graça. A Casa Fora do Eixo é assim: eles tem até uma moeda própria. Se você gosta da vida no maior estilo "sociedade alternativa", esse é o seu lugar. Antes de ir, é só mandar um e-mail para contato@foradoeixo.org.br e pronto! Aí é só curtir.

 - Museu da Imagem e do Som: mais conhecido como MIS, esse museu apresenta um acervo incrível de fotografias, filmes e muito mais, que mostram a interessante história do audiovisual. Mas o melhor de tudo é a Green Sunset, uma festa de música eletrônica que é realizada todo terceiro fim de semana do mês, do lado de fora do Museu. A festa conta com DJs nacionais e internacionais e o ingresso custa só R$14! Veja um vídeo que explica mais sobre essa festa:

 

 

Comidas

 - Casa Búlgara: para quem gosta de bureka. CALMA GENTE, é só um prato típico da Bulgária (somos um blog de família, por favor) feito com uma rosquinha folheada com recheios que podem ser doces ou salgados. Na Casa Búlgara você pode experimentar vários sabores por precinhos que vão de míseros R$3 a R$4 (e para levá-las para casa, o quilo custa R$45).

 Olha que bonitinho que é lá!

 - Gopala Mandhava: um restaurante indiano honestí$$imo. São servidas duas opções de pratos por dia (lembrando que os pratos seguem a culinária lacto-vegetariana e que misturam ingredientes indianos com brasileiros), com suco, salada e sobremesa inclusos. O preço durante a semana é de R$25 e aos sábados é de R$30, com a opção de se pagar por meio prato (R$18 durante a semana e R$22 aos sábados). Eles não aceitam cartão, então leve dinheiro.

 - Suns Burguer: preços justíssimos para hambúrgueres enormes e caseiros. Eles servem sanduíches e comidinhas muito boas e bem preparadas, com muitas opções vegetarianas para quem quiser. Além disso, o pessoal que atende é muito simpático (e custa menos que o McDonald's, cof cof). São 240g de pura gordice por só R$18,90 (ou R$16,90 pros verdinhos).

 Apenas reparem no tamanho desse monstro.

 - Restaurante Huang: comidinha chinesa baratinha para quem está duro. O yakissoba serve tranquilamente umas 4 pessoas e custa só R$14. Além disso, o restaurante - que possui uma decoração bem simples, mas quem é que vai olhar para isso quando está com fome? - serve vários outros pratos e porções típicos chineses, todos muito bem servidos e bem baratos. 

 - Lamen Kazu: sabem o que é lamen? É miojo (só que japonês, né). Mas não pensem que é um miojo puro e simples: são mais de 16 receitas feitas com lamen importado do Japão!  Os preços vão de R$19 a R$35 (e às vezes você pode pegar uma fila, mas sem problemas).

 

Compras

 - 25 de Março: não poderia faltar na lista, né? Nessa rua (e nas ruas perto dela) você pode encontrar tudo o que precisa, desde tecidos até decorações e bijuterias (coisa que aliás não falta por lá). São centenas de lojas que oferecem os mais variados produtos pelos mais variados preços - é só saber escolher direitinho. Fora os camelôs, né...

 ... socorro.

 - Rua José Paulino: fica do ladinho da Estação da Luz e reúne dezenas de lojas ótimas para comprar vários tipos de roupas, desde as mais "modinha" até roupas de festa (que obviamente são bem mais caras). Dá para ficar horas entrando e saindo das lojinhas e ainda não conseguir ver todas...

 - Brás: esse bairro é um pouco melhor que a José Paulino porque: é um bairro INTEIRO com roupas baratinhas e bonitinhas. Tem roupa para bebês, crianças, adultos, velhinhos... tudo o que você puder imaginar por preços bem baixos. Dá para achar roupas legais por menos de R$50 tranquilamente.

 - Daiso Japan: a mais nova belezura de São Paulo. Imagine comprar tudo (ouviram bem? TUDO) pela bagatela de R$6. Pois é, esse é o paraíso para quem gosta de comprar muita coisa e pagar barato. Lá você encontra desde quinquilharias diversas até material escolar, decoração e muito, muito mais. Vale a pena conferir!

 

 

E aí, gostou dessas dicas? Tem mais alguma dica legal? Então fale pra gente nos comentários :D

 

Delícia de Inverno

por Sabrina2. julho 2013 13:32

E aí pessoal?

O frio chegou gente! Acho que deu para perceber... talvez, não sei. De qualquer forma: quer tempo melhor do que esse para experimentar uma deliciosa fondue? "Ah, lá vem eles com essas comidas que eu não conheço e não sei como pronunciar". Pois bem: a palavra se pronuncia "fondi" (com biquinho no "i", por favor) e sua história você vai conferir agora.

 

História 

Essa iguaria surgiu na Suíça (estranhou o nome em francês? Tudo bem, também se fala francês por lá, além de alemão, italiano, entre outras línguas) e ninguém sabe direito quando e nem por quê. A versão mais conhecida e aceita é a de que a receita teria surgido durante a Segunda Guerra Mundial, quando os soldados inventaram um novo tipo de comida nutritiva e quente para poderem aguentar o inverno. Como a produção de leite na Suíça é muito grande, as primeiras receitas eram feitas com uma mistura de vários queijos derretidos, na qual os soldados mergulhavam pedaços de pão.

Esse prato só se tornou popular na década de 50, quando um restaurante de Nova York o incluiu em seu cardápio. A partir daí, as fondues passaram a ser consideradas pratos sofisticados.

Tipos

Depois desse restaurante, vários outros passaram a incorporar as receitas de fondue em seus cardápios, fazendo diversos tipos de modificações. Hoje podem ser encontradas diferentes versões, como as com carne, frango, as com doces e muito mais. 

  • Os de carne geralmente são feitos com filé mignon ou outros tipos de carnes macias. A carne é servida crua e cada pessoa deve fritar a sua - algumas vezes também são servidos molhinhos para acompanhá-las. 

 

Carninha gostosinha

  • As versões doces podem aparecer nos sabores chocolate, marshmallow e caramelo. Gente... é uma delícia. Sério. Imaginem só mergulhar frutas e outros doces nessas delícias derretidas. Melhor do que imaginar é experimentar. E reza a lenda que existem até mesmo fondues feitos de morango.

 

Chocolate. Já está me dando fome.

  • E, é claro, o clássico e original sabor de queijo, que pode ser feito com cheddar, provolone, Emmenthal, Cousa, entre outros tipos de queijo.

 

 

Receita

 Tudo muito bom, tudo muito bem. Mas chega de papo né? Hora de por as mãos na massa!

 

 

FONDUE DE CHOCOLATE COM CREME DE AVELÃ E FRUTAS DA ESTAÇÃO

Rendimento: 4 porções

Ingredientes

  • 250g de creme de chocolate com avelãs (dica: mais conhecido como Nutella, 8ª maravilha do mundo)
  • 125g de chocolate meio amargo
  • 200 ml de creme de leite fresco
  • 1/2 cálice(s) de licor de amêndoas (opcional - mas pode colocar, porque é uma delícia :D)
  • 80g de avelã torrada(s) e moída(s) (também é uma delícia)
  • Morango, uva sem caroço, carambola e outras frutas que você quiser para mergulhar no chocolate depois

Modo de Preparo

1. No réchaud (é aquela panela bonitinha onde o fondue fica) com o fogo baixo, leve todos os ingredientes ao fogo, exceto as avelãs e as frutas. Mexa bastante até que o chocolate esteja homogêneo. 

2. Acrescente as avelãs e mantenha o fondue quente (ninguém vai querer comer frio, né? Apesar de que fica bom do mesmo jeito...). 

3. Com o espeto, mergulhe as frutas no chocolate e divirta-se! :D

 [Fonte]

 

Onde comer?

Como não poderia faltar por aqui, aí vão alguns lugares ÓTEMOS para se deliciar com maravilhosos fondues:

- O Florina, no Campo Belo, oferece um monte de sabores diferentes de fondue - tem até um com bacon (quem precisa ser saudável, né?). Além disso, o ambiente é bem aconchegante e os preços são justos.

 - A Häagen-dazs da Oscar Freire serve um fondue de sorvete. SORVETE. Sem mais.

 Aaaaaah, gente! 

- O Konstanz, em Moema, é um restaurante alemão que serve várias opções de fondue durante o inverno, para você ficar bem quentinho!

- Por último, mas não menos importante: o Hannover, em Moema, é essencial quando se fala em fondue. Eles possuem a opções de rodízios simples e para duas pessoas - delícia!

 

 

Veja mais algumas sugestões aqui.

Tem alguma sugestão de receita ou restaurante? Deixe nos comentários :D

Só os Mochileiros sabem...

por Sabrina28. junho 2013 14:14

 

E aí pessoal?

Quem é mochileiro sabe que os hotéis e pousadas estão ficando cada vez mais caros - ou, pelo menos, é bem difícil achar um que não cobre preços absurdos. Por isso, a nova moda é se hospedar em hostels - até há pouco tempo conhecidos como albergues. Lá é possível alugar uma cama ou beliche, em quartos que são compartilhados com outros viajantes (geralmente cabe de 4 a 8 viajantes cansados em um quarto). Além disso, alguns hostels também oferecem um sistema de compartilhamento de livros, CD's, entre outras coisas.

Confira algumas dicas de hostels aqui por São Paulo:

- O Uvaia, na Vila Mariana, é uma pequena obra de arte na cidade. As salas e quartos são bem decoradinhos e aconchegantes, apesar de não serem muito grandes. Os quartos possuem guarda-volumes (mas você precisa levar seu cadeado); o café da manhã está incluso na diária e - a melhor parte - o pão é caseiro! Veja um artigo bem legal sobre ele lá no Turismo Backpacker.

 

 

- O São Paulo Hostel Downtown está localizado bem lá no centro de Sampa, na República, e fica pertinho de várias estações do Metrô, além de ficar em uma região cheia de lojas, padarias e muito mais. O hostel possui internet banda larga e wireless 24h, além de uma sala de jogos bem legal, uma cozinha coletiva e serviço de táxi 24h.

 - O LimeTime Hostels está em uma das melhores áreas de São Paulo para quem gosta de passear: na Bela Vista, pertinho da Avenida Paulista e de várias estações do metrô. Lá você pode ficar assistindo a um filminho na recepção ou então experimentar a internet banda larga/wi-fi gratuita (os computadores são todos MACs!). Eles ainda levam o pessoal para as melhores baladas de São Paulo e fazem um esquenta no bar. Vale muito a pena conferir!

 

O LimeTime, todo verdinho.

- O Praça da Árvore (que fica adivinhem onde? Pertinho da Estação Praça da Árvore do metrô) possui TV a cabo, armários individuais, uma salinha de jogos com mesas de sinuca, entre outros benefícios. Eles ainda realizam "noites temáticas" como karaokês ou comidas italianas e realizam até mesmo aulas de samba (viu? Sem mais desculpas para não querer sambar!).

- O Maresias Hostel é um dos melhores lá de São Sebastião - e fica pertíssimo da praia. O café da manhã é uma delícia, os quartos são aconchegantes e seguros e a piscina é maravilhosa. Eles oferecem acomodações para o casal/família ou comunitárias, além de oferecerem estacionamento, internet e até mesmo passeios de ecoturismo.

 

Delícia de piscina lá do Maresias!

- Se você gosta de um bom friozinho e quer ir ao Festival de Inverno de 2013, você vai adorar o Campos do Jordão Hostel, único da região. Eles possuem 13 quartos (5 deles suítes), além de várias salas sociais com jogos, terraços deliciosos e muito mais - tudo isso em um prédio lindíssimo que data do início do século!

Viu só? E você nem precisa viajar tanto assim para encontrar um hostel legal!

Clique aqui e encontre mais hostels legais para visitar (aproveite e visite o site da Associação Paulista de Albergues da Juventude para saber todos os benefícios de se hospedar nessas belezinhas).

 

Facebook

Sobre o Locablog

O Locablog é o Blog do Locamob.

Com esse blog nós pretendemos aproximar a relação com nossos usuários e visitantes, fazendo do nosso cantinho um espaço agradável e divertido, onde você pode comentar e compartilhar tudinho em suas redes sociais.  ;)

Vamos indicar para você os melhores locais de todo o Brasil, te contar curiosidades sobre esses lugares e sobre o próprio Locamob, além de infográficos exclusivos, vídeos, histórias, notícias, coisas engraçadas e muito mais.

Então faça o seguinte: Fique à vontade! s2